.

.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Em tuas mãos...





Desencantada..
Desencontrada!...
Procuro, procuro-me!...
Encontro-me!...
Encontro-Te!...

cumprida a viagem de circum-navegação no mar dos nossos sentidos.
(...)
Assim se me morrem as defesas...
Em tuas mãos...
no preciso momento em que emprenho de certezas.

Baixo armas no tapete da entrada...
entro dentro do teu corpo.
Deixo do lado de fora em mala fechada, selada...
todo e qualquer sentido de juízo...
- Este é o momento preciso!

Passaste a ser o meu jardim de girassóis,
lírios do campo e papoilas...
Faço o meu tempo cavalgar ao ritmo contrário aos dias em que registava desesperadamente o passar do tempo sem sentido

Refreio o passo!!!...

Amo-te Sagradamente!
- Guardo religiosamente o teu sorriso.

(luz reserva, para os dias mais sombrios...)

Vivo agora o espaço intemporal em que o sol me sacia a pele e me devolve a luminosidade do coração.
Por tuas mãos...

Escrevo poemas nas linhas do teu corpo.
Declamo cada verso em cada uma das tuas veias.
São de palavras minhas as gotas de sangue de que te alimentas.

- NASCE EM MIM A LUZ DE QUE ÉS A SEMENTE!...
- E entrego-me...
EM TUAS MÃOS.

126 comentários:

antonior disse...

Nas tuas mãos...das tuas mãos...por sentir e querer da tua alma e ds tua mente, nasceram as palavras
que aqui se podem ler.

Por vontade e decisão, no tempo e no espaço, nasceram as imagens que aqui se podem ver. Modelo/s, corpo/s, a simplicidade de uma comunhão, no espaço e no tempo, em que a unidade e a diferença na identidade se expressaram.

As mãos...

Sim, as mãos são um dos centros do universo corporal. São e podem tanto e tão pouco, conforme o que a mente lhes pede. Iremos por onde a mente quiser, por onde ela nos deixar. Vamos por aqui, pelas mãos. O corpo, objecto utilitário e sensorial de que vale, senão pelo resultado das acções que empreende, enquanto contentor de uma consciência?

Mãos, tão diferentes umas das outras. Pouco interessa a morfologia. Refiro-me à acção. Nas minhas construo uma visão, uma convicção. Tenho a ambição desmedida e insensata, talvez, de com a minha vontade, realizar, através delas (as mãos) a destruição de uma utopia. Realizando-a. Uma utopia ao realizar-se, destrói-se enquanto conceito, por deixar de o ser.

As mãos, enquanto extensão priviligiada do universo interior do corpo podem servir para executar a sublimação das acções, contrariando os impulsos primários do ser humano que tanto sofrimento trazem ao mundo, irradicado do indivíduo, afectando com mais intensidade quem lhes está mais próximo e dissolvendo-se, na distância, conforme o poder de afectação que possuem.

As minhas mãos são tanto quanto posso, e serão tanto quanto puder, no tempo e no espaço que me restar, ferramentas de liberdade e libertação. Mãos abertas a sentir o ar e o seu movimento na deslocação de tudo o que pairar ou voar no seu espaço próximo. Acredito, cada vez mais, na riqueza que provém do despojamento, no calor humano, proximidade e fidelidade dos que nos rodeiam, na razão directamente proporcional da liberdade e respeito pela sua idividualidade que facultamos.

Walsch, nas “Conversas com Deus”, a propósito do Inferno diz:

“O Inferno é o oposto da alegria. É a não realização pessoal. É saberes Quem e O Que Tu És e não conseguires experiênciá-lo. É ser menos. É isso o Inferno, e não há maior Inferno que esse para a tua alma."

As mãos que ávida e obsessivamente querem possuir, asfixiam. O que nelas se contém, se não se evadir, termina inerte, morto. Por outro lado, as mãos que se abrem nunca são abandonadas.

Feita esta reflexão acerca do título desta tua publicação, “Em tuas mãos...” passo a referir a beleza das imagens e das palavras. Beleza feita na ponte entre a criação e a observação. Tão subjectiva quanto isso e igualmente tão objectiva na mesma medida restrictiva. Tão múltiplas as leituras, quanto os contextos e distâncias de observação.

Partes do desencanto e da sombra para um jardim sagrado de luz e flores. A poesia vive em ti. Nela e com ela constróis um olhar circular sobre as vivências e sentires de um quotidiano à vez prático e misterioso, de todos os pólos constituído e na sua alternância cíclica encontrando o seu sentido.

No desejo de que se cumpra de forma integral o sentimento de te encontrares plenamente no teu jardim de girassóis, com certezas que tiram a razão de ser às defesas, na serenidade da luz que nasce dos sorrisos e da realidade do corpo e das veias, mas sobretudo da imaterialidade interior desse corpo que se sabe nessa poesia, repito as tuas palavras, dedicando-as a ti, que me perdoarás o plágio:

Em tuas mãos...


Beijos, com muito carinho, aqui mesmo do lado.

mariabesuga disse...

Perdoo-te o plágio pois que da comunhão dos sentidos expressos nas minhas palavras que assim fazes tuas.
Nossas, portanto. As palavras e o sentido delas.
O mesmo sentido com que as escrevi ao conhecer-te, assumido agora por ti é o espelho dos meus nos e pelos teus sentidos.

Os sentidos são os que passámos a comungar a partir da altura em que estas minhas, agora também tuas, palavras passaram a fazer sentido.

E fizeram o sentido todo e continuam a fazer e continuarão. Essa é a utopia que quero morta e acabada pois de serenidade precisamos para simplesmente estarmos em nós. Eu em ti e Tu em mim sem que para isso sejam precisas grandes lutas que não as de todos os dias pela existência que sabemos comum.

As mãos serão as tuas e as minhas, extensões dos corpos, o meu e o teu. As mãos serão o objecto partilha de afectos assumidos, consumados no todo que somos em Alma e corpos. Alma una em corpos de cada um de nós.

O beijo meu sempre em ti e para ti por acaso aqui da cadeira imediatamente ao lado da tua.

Paula Raposo disse...

Perfeitamente fantástico!! Adorei! Fico sem palavras...beijos.

Osvaldo disse...

Maria;

Caramba, fiquei sem sopro, quase "afogado" em tão profunda poesia!...

Isto é literatura de deixar os poetas corados porque é um nivel literário a um patamar tão elevado que poucos te acompanharão. Se assim é, melhor, porque só a literatura sai a ganhar e os leitores privilegiados da mesma, são uns afortunados... onde eu me inclu-o.

Obrigado e bjs,
Osvaldo

Graça Pereira disse...

Fiquei deliciada ao assistir a esta conversa de coração para coração, talvez de mãos nas mãos... e aonde cabem as minhas palavras? Não há espaço!! Maria, um beijo amigo para ti e outro para o António. Graça

Rafael Costa disse...

Oh, Senhora Maria Besuga,

Com imenso prazer que pela primeira vez entro no seu blog, através do blog do seu eposo, o sir Antonior. Fora os mesmos comentários que a gente sempre diz quando entra em um mundo novo e se identifica, quero dizer que aumentou ainda mais a minha admiração por esse amor que vocês dois compartilham. Um amor, que, quisera eu ter representado em telas e letras.

Ah, que amor puro, não que o meu não seja e seja menos digno, mas que há uma beleza além, ah, isso há!

Tens um fã, tal como seu esposo me têm.

Beijos

Rafael Costa

Graça Pires disse...

"Escrevo poemas nas linhas do teu corpo".
Que bela forma de falar de amor.
Beijos.

Lídia Borges disse...

Intenso, este modo de dizer a paixão... Com a intensidade que só uma paixão pode ter.


L.B.

Carlos Albuquerque disse...

Onde estão as palavras para falar desta chama que vos une?!
Levaste-as, por certo, Maria, para o teu jardim de girassóis.
Estou como o Osvaldo - Caramba!
Um beijo e um abraço de carinho.

manuel marques disse...

"mãos que se tocam
olhos que se encontram
beijo na boca"


Abraço.

Sangue é vida que se Dá disse...

De mãos para mãos,sempre as mesmas mãos, sim as do amôr,pois de amôr se fala no teu lindo poema, mais um que eu adorei, e pouco tenho acrescentar ao dito,ai vos envio um grande abraço a ambos pelo amôr,pelo carinho e dedicação á arte da poesia da minha mana .

Graça disse...

Simplesmente magnífico. E a partilha destas vossas palavras, em forma de comentário, duplamente magnífico.


Beijo, Maria.

Kim disse...

É muito bonito este confesso-poema.
Mas os corpos e as mãos estão bem seguros e sente-se que não haverá dias cinzentos.
Assim vale a pena dar as mãos.
Um beijinho Maribel!

Maria João disse...

Maria

Intensamente... esse amor sonhado, vivido e partilhado..assim intensamente, transbordou da intimidade da sua alma para a minha alma através desse seu olhar magnificamente poético.
É impossivel ficar indiferente! Em cada palavra eu sei a que sabe esse voo... nunca saberia descrevê-lo assim!

Parabêns
Um beijinho

poeta_silente disse...

Girassol
Que poema lindo!!!! Lindíssimo.
Sente-se , percebe-se, vivencia-se o amor verdadeiro nestas palavras.
Comunhão perfeita entre o palpável e o sentimento. Entre o sublime e o humano.
Há, nesta tua poesia, uma estrada que nos leva diretamente ao contexto de uma história onde, intensamente, conhecemos o sabor do sentimento.
Maravilha!
Bjos a vcs
Miriam

Maria disse...

Maria querida:
Poema lindo como sempre. As mãos, as nossas mãos, que acariciam, trabalham, prendem, desatam, se unem para rezar, são tão importantes que já mereceram muitos poemas. O teu, está entre os mais bonitos e verdadeiros que conheço.
Parabéns amiga.
Aquele abraço de sempre.

gabriela rocha martins disse...

sublime paixão ,descrita com imensa paixão



.
um beijo

Berro d'Água disse...

Amei as fotos e texto!!!

Tenho estado meio quietinha mesmo e nem sei se falei para vocês que enquanto me recuperava do pé esquerdo, fraturei o dedo maior do pé direito e arranquei por completo e unha. Isso de fato me fez sentir muita dor. Agora estou começando a melhorar por completo, mas sempre fui muito estabanada e acabo sempre me machucando pela pouca atenção e por desligamentos...

Parabéns pelo filhos aniversariantes e tudo de bom para vocês!!!

Beijinhos,

Cris

mfc disse...

Uma entrega linda e desejada... e uma resposta pronta igualmente bonita.
Parabéns.

manuela baptista disse...

Andei por aqui

espalhei as minhas mãos por estas páginas
antes de sair
deixo a porta entreaberta

também tenho uma cadeira ao meu lado

também lidamos (mal) com um perseguidor nato

talvez aprenda consigo,
que a censura prévia nos preserva de nos sentirmos mal connosco

Um beijo

Manuela Baptista

© Piedade Araújo Sol disse...

muito belo.

tudo em sintonia.

deixo um abraço apertadinho e um beij

Áurea disse...

Entrei para espreitar
E fiquei deliciada
Com tão bela poesia
Já nem sei dizer mais nada

Com jardim de girassóis
Flor da minha eleição
Vai virando com o sol
De noite fica em botão

"Baixo armas no tapete"
Será que a estrada é direita??
Ou tem curvas, como a vida!
Às vezes tão imperfeita!...

Abraço
Áurea

Sofá Amarelo disse...

Entrega total, partilha total... só assim a vida tem sentido... partilhada nas mãos, no corpo, na alma...

Ana Martins disse...

Lindo o seu poema Maria Besuga!

Acho que nunca aqui tinha vindo, obrigada pelo seu comentário, pois se me visitasse em silêncio, talvez não descobrisse o seu blogue tão cedo.

Beijinhos,
Ana Martins

Laura disse...

Besuguinha... Eu não abro quase o p mail, uso mais o sapinhavieira...e como tive o pc avariado, nem tinha tempo de o abrir nos outros pcs cá de casa e assim...

Minha nossa, ó nina, nina dos abraços , onde tudo é amor, paixão que nem precisas de conter, ah, acredita que até senti uma certa invejinha mas, saudável, porque sei que isso tudo existe, existe onde há amor, aquele amor que ultrapassa o entendimento...
Que a vida seja sempre assim; uma descoberta de abraços e abraços, em cada novo amanhecer... Porque a vida, a vida, merece, e tu mereces todos os miminhos que venham a acontecer...Beijinhos e mais abraços aos dois, da laura..

Isabel disse...

beijo. as mãos que assim se inscrevem.




.



.piano.

wallper.lima disse...

Divíno, poema que diz, e sentimos tudo! Amei! Parabéns!
Quando puder, me visite.
Bjos.
Waleria.

Liliana disse...

Querida Maria,

Poderia usar uma série de adjectivos, mas não seriam suficientes para transmitir o quanto me fascinou este post. Simplesmente belo...
Beijinho

Chris disse...

Lindissimo poema de procura e encontros. Escrever poesia assim, é tocar a linha do sublime...
Parabéns
Chris

Cadinho RoCo disse...

É tão bom sentir o ser que nos inspira ao amor!
Cadinho RoCo

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Maria Besuga,

Magnífica declaração de amor, sublime entrega !
Estas mãos foram usadas tão artisticamente ! Não tendo mais palavras, utilizo as minhas maõs para bater palmas.

Beijinhos da

Verdinha

nereida disse...

Maria, da linda terra Portuguesa, obrigada pela sua visita ao meu singelo blog. Sinto-me honrada em conta-la entre aqueles que passaram a partilhar seus preciosos momentos comigo: partilhando sua arte, suas lições de vida, suas visões de mundo! Obrigada por sua linda companhia e por esse espaço tão cheio de beleza e arte que, a partir de hoje, também partilharei! Um grande abraço !

Ana Paula disse...

Lindo, Maria! Intenso, tocante e contagiante.

Um poema de paixão vertiginosa que se enlaça nas mãos com as mãos.

Mil parabéns!

E um abraço :)

laura disse...

Olá, vim ler de novo a escrita maravilhosa que aqui tens, ler, e, reler, porque encanta, mexe com a alma da gente, no gritante que é de ternura e de amor...Felicidade assim,s empre..beijinho da laura

maré disse...

as mãos são o princípio

onde a terra começa
e o amor se concretiza


as mãos
.
.
.

beijos maria, de coração nas mãos que to estendem

Canto da Carlota disse...

Vale sempre a pena vir aqui.. buscar um beijo teu...pois, fico sempre com a alma cheia de emoção....

Ía ficando sem respiração...

Sintonia do Amor...mãos que falam...

abraço apertado....sentiste?

Como é bom vir aqui....e, esse Antonior...que palavras!!!

Laurita disse...

Nas vossas mãos eu deixo a minha leitura inacabada, pois no meu despertar dos sentidos a minha alma vagueia, ondulante, ao sabor das ondas descritas, neste magnifico mar de poesia dos sentidos. MARAVILHOSO, LINDO.

BEIJÓCAS QUERIDOS POETAS.

*Lisa_B* disse...

Linda Amiga,
adorei!!!
És tão ...magnifica em tudo que fazes. O sucesso e o amor estão presentes em cada passo em cada dedo das tuas/vossas mãos.
Intenso também o momento em que teu amado se une a ti no comentário feito.

Amar e ser assim amado vale todos os sacrificios.
Beijinhos meus com carinho.

nereida disse...

Querida Maria, antes de tudo, gostaria de dizer-lhe o quanto aprecio seus "passeios" lá "onde o Tempo não pára..."
Claro que o caminho pode ser certo, correto , direito! Mas, porém, contudo, para quem???
Parece-me que o grande pensador quis insinuar que, na infinita variedade de caminhos( tantos quantos são os caminhantes) o caminho certo , correto , direito é aquele que o seu coração indicar!
Lá, no meu singelo espaço, ouse, brinque e provoque a vontade!!!
Beijo,
Nereida

A Magia da Noite disse...

as mãos são extremidades sensoriais da alma.

margusta disse...

Amiga,
..faz tempo que não te visito e...vou daqui DELICIADA com este teu poema...M. Sem palavras mesmo..LINDO!!! PERFEITO!!!

Um beijinho e tudo de bom para ti!
Margusta

Carmem disse...

Maria!...

Que ca linda!!!
Amei...
Tu tens um jeito muito especial de colocar as palavras...cada uma em seu lugar!

Beijo e obrigada pelo carinho

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, irmã!

Vim dizer Bom Dia e deixar uma prenda que vai de mim para ti, e de ti para mim.

"Hoje, São Paulo amanheceu chuvoso... a visibilidade é reduzida e quando o dia começa assim, quase ... mas quase que me deixo levar pela cor dele.Mas, ainda bem que foi quase! Olho para fora, e apesar de estar cinza, escolho a luz dentro de mim.Escolho abraçar o dia, porque a vida é algo de bom para ser vivido.Cada dia é um bom dia para viver.E na vida, haveremos de ter dias melhores e outros, não tão bons.Uns dias serão como um passeio por um belo jardim.Outros serão como desertos áridos ou dias de nevoeiro. Por vezes, atravessaremos vales lindos; por outras, subiremos montanhas cheias de pedras e cascalhos.Mas duma coisa, tenho, de certeza: independentemente da paisagem que atravessamos, das escaladas que temos de fazer, cada ser humano tem uma força incrível para resistir e vencer cada uma delas.O problema é que nem todos reconhecem essa capacidade dentro de si.Mas ela está lá. Dentro de cada um.Eu a tenho.Tu também a tens! E nós a temos e a guardamos no coração! Paz."
Beijos do outro lado, aqui bem pertinho!
Renata Cordeiro

Helena Teixeira disse...

Olá Maria!
Vinha eu agradecer a visita à Aldeia e pimba,leio o poema e fico apaixonada pelo mesmo.Brilhante!
As fotos fazem-me lembrar o vídeoclip da música do francês Emmanuel Moire,"Adulte et sexy" e são assim corpos e mãos,e cores da pele.Lindo,lindo.
Jocas gordas
Lena

BC disse...

Hoje resolvi vir dar um beijo a quase toda a gente, são muitos e o tempo é pouco mas vim
Isabel

Laura disse...

Vejo braços em harmonia total
Vejo nos gestos de amor
A lembrança do tempo que se torna
Especial
E é nessa comunhão de corpos
Que o amor se torna
Intemporal !...

Beijinho da laura

wallper.lima disse...

Olá, adorei os comentários, deixei lá alguns comentários.
Vejo que sobre Delacroix vc pegou perfeitamente a alma do ser humano e artista, e toda sua trajetória vivida intensamente, profundamente, e muitas vezes sofrida por ser tão sensível e "romantico.
Sobre o blog Ponto de Cruz, vc irá gostar, pois é mto interessante, pois a cada dia temos coisas novas por lá... e quem sabe, já que vcs são de Portugal, vc possa assistir suas noites de poesia -
Deixei um selinho pra vc em meu espaço, do lado direito, qualquer duvida me fale.
Bjão.
Waleria.

Oliver Pickwick disse...

Um tributo lírico-sensual à paixão, em clima de amor. Bonito poema.
Um beijo!

Canto da Carlota disse...

Passei para deixar minha marca...abraço apertado

Helena Teixeira disse...

Só para desejar um Bom fim de semana.Fiquei muito contente ao ler que a Maria gosta cada vez mais de ir até a Aldeia.Fiquei babada pelo seu comentário tão bonito e sentido.A sopa da Júlia até ganhou outro sentido.
Obrigada!
Bom fim-de-semana
Jocas gordas
Lena
da Aldeia

ricardo&regina disse...

Como os outros,amados seguidores e comentaristas seus,tô aqui,de curtas calças,saboreando uma cervejinha Sol,com limão,extasiado,pelo que sussurastes em post forma,depois dessa,Maria amada nossa,leve campos meus de girassois,o sol e a lua,iluminarei campos meus ,girassois semeando,através da luz de poemas teus!
Amuti Pessoa Amadérrima Nossa!

Viva a Vida!

ricardo&regina disse...

Poetas como tu,levar pode sim, girassois todos de campos meus e adjacencias infinitas,mulher como voce,pode sim não só os girassois,ma a lua e o sol levar,nas seguintes noites,iluminarei campos meus em semer,com a luz de poemas teus!

AMUTE PESSOA LINDA NOSSA!

VIVA MARIA!

VIVA A VIDA!

Berro d'Água disse...

Maria...

É sempre muito bom receber a tua visita e a de António, de quem eu também gosto muito. Já havia deixado comentário nesse teu post, mas reforço novamente meu gosto pelas fotografias, que estão muito bem colocadas, mostrando o que deve ser mostrado, sem exceder e sem deixar de dizer o que precisa ser dito.

Quanto a avezinha, fiquei tão feliz que corri para postar as imagens. Estava entrando em casa e ela estava lá... Calminha e não moveu nem mesmo uma peninha com a minha aproximação.E eu me aproximei muito!!! Fiz carinhos em sua cabecinha e dorso e fui apanhar a máquina que não estava à mão, mas ela esperou pacientemente eu voltar para fotografá-la. Ela pousou para as fotos e eu não abusei de sua boa vontade, mas ela ainda permitiu receber mais uns afagos e então voou... E eu sei que ela mora logo aqui, ao lado...

Beijos e um ótimo tempo para vocês dois!!! Com tudo de bom,

Da Cris

Eduardo Aleixo disse...

É um lindíssimo poema. Parabéns. Edu

Pedaços de Tempo disse...

Que belo dueto poetizado de dois corações plenamente apaixonados...

Os meus sinceros parabéns e, obrigado pelo não menos belo poema que deixou em meus PEDAÇOS DE TEMPO.

Abraço amiga,
CR/de

Cristiana Fonseca disse...

Olá Maria.
Belíssima postagem, tenho um carinho especial pelas maõs.
Adorei a escrita e o blog, tudo muito lindo.
Abraços,
Cristiana Fonseca

Sonia Schmorantz disse...

O difícil quando nossos amigos tem muitos bloggers é escolher um para ler já que o tempo é sempre muito escasso! Hoje passei aqui, adorei ver e ler tudo que tens aqui, está muito bonito!
beijo, ótima semana

Mónica disse...

"Declamo cada verso em cada uma das tuas veias."

Lindissimo, sem palavras!

Adorei.
Beijokas

Canto da Carlota disse...

Tenho saudades....do teu sentir....

oasis dossonhos disse...

Belmi:
um grande bem haja por tudo: pela intervenção cidadã, pela poesia, pela ternura, pelo companheirismo reencontrado, tão bom, tão bom.
Jinhos
Luís

Liliana disse...

Querida Maria,
Voltei cá só para deixar uma beijoca. Anda desaparecida... Espero que pelos melhores motivos. :)

Zé do Cão disse...

estou atrasado, eu sei.
Mas amar e ser amado, é das coisas belas que o mundo nos oferece.

E vencer essas contrariedades? Então é sublime...


Beijocas

Laura disse...

Passei, olhei
Desandei, não sem deixar, um caloroso abraço, e de rever, vezes sem conta, o vosso abraço...
Único, lindo, ternurento...ji de mim, laura

Je Vois la Vie en Vert disse...

Olá querida Maria Besuga,

Gostei muito da tua longa visita ao meu cantinho verde e das flores que deixaste espalhadas a todo lado ! Agora, cada olhar meu em redor me faz lembrar uma querida amiga que me mimou.
Se eu soubesse que vinhas, tinha preparado um cházinho, umas bolachas belgas, uns bonbons Leonidas ou Corné sobre uma toalha de renda de bilros de Brugges !

Obrigada pela tua carinhosa visita.

Muitos beijinhos para ti e um abraço para o artista da cadeira ao lado....

Verdinha

Laura disse...

Ai nina, nem queiras provar as Belgas que a verdinha faz, não somos capazes de parar e depois é que se vê a balança a balançar mais para lá do que para cá, ai que boas, ela levou para Tabuaço, comi que me farti (pra rimar)..beijinhos às duas, da, laura

Tais Luso de Carvalho disse...

Olá, Maria, pena ter chegado atrasada para o aniversário! Mas quero deixar aqui meu abraço. Lindos filhos, lindo casal, linda família! Acho que poderiam fazer um blog dos comentários tão lindos trocados entre Antonior e Maria... Seria uma história de amor, não?
Desculpe, mas invadi o espaço da poesia, que por sinal é bela.

Meu carinho.
Tais Luso

wallper.lima disse...

Olá Maria Besuga, tudo bem com vc?
Estou aqui em seu espaço, pois é sempre um prazer, buscar coisas novas...
Adorei seu comentário, sobre perspectiva, tanto que deixei lá um comentário fechando a postagem.
Quando sentir vontade de lá estar, estarei esperando.
Bjocas e tudo de bom pra vc.

Sofá Amarelo disse...

Olá, bom dia!

A continuação de uma boa semana!!!

Muitos beijinhos!!!

Adolfo Payés disse...

Me gusto tu blog esta estupendo.. Y tus escritos excelentes...

Un gusto pasar por tu esapcio. te sigo y te llevo a mi blog para leerte con mas frecuencia..


Un abrazo..
Saludos fraternos...

Canto da Carlota disse...

és especial pq me fazes sorrir....
o dom das tuas palavras são mágicas, bom remédio para a alma...

abraço apertado

Daniel Hiver disse...

Bela sequencia de fotos... E versos ao estilo "eu amo" de primeiríssima linha!

Canto da Carlota disse...

essas tuas mãos...hoje escreveram palavras que fizeram bem ao meu EU...o sentir das tuas palavras fizeram me mesmo bem...depois de uma semana conturbada...sabe bem ler essas palavras...é uma linda corrente a nossa!!!

Mónica disse...

Passei para deixar uma beijoka e desejar um bom fim de semana. :)

Graça disse...

Maria,

Venho desejar-te um magnífico fim de semana. Dizer-te, também, que gostei muito das palavras que deixaste, no meu "palco", sobre o presente do Henrique. É lindíssimo, sim. E sei bem como me compreendeste.

Um beijo imenso de carinho

BC disse...

Gostrei imenso ,palavras, imagens
BELO!!!!
Beijinhos
ISABEL

Laura disse...

Novo post precisa-se, eus ei que não tens a minha vida, certo,c erto...Beijinhos miminhos a tu e todos, da, laura

dade amorim disse...

Saudosa deste lugar de tanto lirismo, vim deixar um grande abraço e beijo para você(s).

Mar Arável disse...

Um amor intenso

escrito com paixão

obviamente

a quatro mãos

O Profeta disse...

Não sei quem vence!
Não sei quem leva a melhor
Só sei que um sorriso teu
Fez desabrochar das pedra uma flor

Com ela teci um tapete
Engalanei a sombra dos teus passos
Escrevi um derradeiro pedido numa pétala
Rogando a infinita ternura dos teus abraços



Doce beijo

Daniel Hiver disse...

Li novamente os versos ao estilo "eu amo"... Exuberas na libguagem. E tuas palavras conseguem externar com clareza o que sentes!

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Maria Besuga,

Pensei ter te deixado um pequeno desafio mas não vejo nada acerca disto. Devo me ter esquecido porque o meu marido está no hospital depois de ter sido operado. Mas ele está bem, eu é que ando baralhada....
Deixo aqui o link para veres :

http://jevoislavieenvert3.blogspot.com/2009/11/um-pequeno-desafio-de-5-revelacoes-em-5.html

beijinhos

Verdinha

Andradarte disse...

Esmagadora.
Isto é... Bela poesia
Belo Post
Amor intenso.
Beijo

mar salgado disse...

Belo poema!
Sinto-o

Je Vois la Vie en Vert disse...

Um girassol só podia estar virado para o sol e para a vida, eu sabia !
Pena - ou talvez não, depende dos gostos - é que não seja como eu pensava numa ilha paradisíaca...

O mal se encontra em todo o ado, infelizmente, mas o bem também ! Se algum comentário te incomoda, apara-no simplesmente ou ignora-no ...
Muitos beijinhos a ambos os bloguistas de cadeiras coladas...

Verdinha

Ricardo Calmon disse...

Maria Besuga única por si só ser!
Tô contigo e não abro!
Te amu Pessoa Linda e amada miga nossa!
ternura toda do mundo!

Viva Vida!

Zé do Cão disse...

Viver em Amor é a coisa mais sublime da nossa existência.

Beiojkitas

*Lisa_B* disse...

Amiga linda,
cheguei há pouco de Coimbra infelizmente agravei a gripe estou cheia de dor cabela e tosse espero amanhã estar melhor com o quentinho da cama e da noite de sono.
A Eloisa adorou o que escreveste e a força...
Depois vem cá deixar o seu comentario e agradecimento.
Beijinhos com carinho e obrigada

Sofá Amarelo disse...

Continuação de bom fim-de-semana.

Muitos beijinhos!!!

made in ♥ love disse...

um palavra... fantástico... vou voltar e voltar a voltar...

Um beijinho
Eduarda
Be in ♥ love

*Lisa_B* disse...

Muito obrigada linda,
a filhota adorou o poema. Ficou foi sem tempo para comentar mas depois agradece em pessoa aqui.
Beijinhos e obrigada por tudo sobretudo por seres a pessoa que és como amiga e como Ser.
Beijinhos nossos com carinho

Luis F disse...

Nas tuas mãos... entre mãos... senti o sentimento, a protecção, o abraço cordeal, o gesto.

Excelente texto, excelente composição fotográfica.

Gostei muito de por aqui ter estado

Luis

Pedaços de Tempo disse...

Em tuas mãos...
brotam os mais belos poemas que li!
Perco-me em tuas palavras e,
já nem dou por mim!

Em tuas mãos...
deslumbro um belo campo de lírios e, entro em puro delírio!

Soberba prosa sobre a vossa forte paixão!!!

Em tuas mãos... deixo um grande beijo e desejo-vos um fim-de-semana de muita paixão,
CR/de
http://carlosribeiro-photos.blogspot.com

Mónica disse...

Simplesmente lindísimo, tanto as fotos como as belas palavras. Adorei.

Beijinhos de mão para mão :)

Laura disse...

Minha querida, mas que longa ausência! Eus ei que a vida é assim, mas, quem dera que em breve possas voltar com mais assiduidade... Beijinhos ao janita, pintor, tixa e a tuzinha, com saudade da laura..

croqui disse...

muito bom!

Laurita disse...

Olá, passei para saber como estão os meus queridos poetas. Espero que estejam em boas mãos... aliás em boa sintonia. Bom fim de semana e beijócas

Tentativas Poemáticas disse...

Amiga
Venho desejar-lhe os melhores votos de SANTO NATAL e um óptimo 2010, sobretudo com aquilo que sempre considerei mais importante: a SAÚDE.
Beijinhos com ternura

António Pais

--
http://antoniopais1.blogspot.com
http://contosdaguerracolonial.blogspot.com

Zé do Cão disse...

um pouco tarde, mas estou cá a dar noticias, gostei muito.


Beijokitas

Je Vois la Vie en Vert disse...

Tenho saudades vossas !

Juntem-se à festa da Laurinha no

http://jevoislavieenvert3.blogspot.com/

Beijinhos

Verdinha

Graça Pereira disse...

Passei para saber a que se deve tanto silêncio. Estã tudo bem contigo? Já tenho saudades de te ler... Um bom e feliz Natal e que 2010 seja um ano cinco estrelas.
Um beijo
Graça

O Profeta disse...

À volta desta fogueira
Aquecem os corações, almas penadas
À volta desta fogueira ninguém foje
Todos contam lendas de pessoas encantadas

Todos rezam, todos pedem
Que desça o céu à terra
Todos falam de um anjo
Que travou uma santa guerra

Manto de água, mundo verde
Manhãs de sol posto no céu
Às vezes a luz perde-se na noite
À vezes um coração veste um negro véu


Mágico beijo

Laura disse...

Olá queridinha, o tempo passa e não apareces...Sei que a vida dá muita volta e, em breve poderás ter tempo como antes, mesmo que pouco. Beijinho da laura

Graça Pereira disse...

Passei para te desejar um Feliz Natal e um ano 2010 repleto de sucessos pessoais e literários. Um beijo
Graça

Sonia Schmorantz disse...

Natal...
É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!

Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
harmonia, fraternidade
Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
Que ao som dos sinos
O amor exploda em toda direção!

FELIZ NATAL!
UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

Laura disse...

Postezinho novo, de Natal, vá lá nina, aparece um tiquinho, adoro-te..beijinho da laura

O Profeta disse...

Um formoso menino estava mesmo alí
Tocou de leve o lado esquerdo do meu peito
Olhou-me com um luminoso sorriso
Deixou-me sem fala, sem jeito

Deixou-me no apagar de uma vela
Olhei novamente o mar
A calmaria voltou como por encanto
Mil criaturas inundaram-me o olhar

Golfinhos felizes assobiaram
A cria de uma baleia acenou-me
Uma andorinha do mar poisou no parapeito da janela
Uma maravilhosa e antiga história sussurou-me

As estrelas brilharam no celeste
A Lua estendeu seu manto de fino lusr nesta cena
Adormeci na imensidão deste mundo
No embalo de...Uma Noite Serena...


Uma noite serena

Um mágico Natal

Um terno beijo

*Lisa_B* disse...

Amiga linda,
tenho andado muito atarefada e tentar fazer alguns trabalhos que me têm pedido, coisa pouca a nivel de ganhos mas quem sabe o futuro? Preciso investir tempo em outras áreas a ver se me saio bem...
Andei à procura do teu mail mas a minha caixa está tão cheia de spam que nem chego lá tão cedo assimdepois envio sms e aqui ficam os votos de que passes um Feliz Natal em paz, amor e harmonia.

Beijinhos nossos com carinho

Je Vois la Vie en Vert disse...

Passei para desejar a Besuguinha e ao seu artista um FELIZ NATAL e um ANO NOVO cheio de Amor, Paz, Harmonia e saúde !

Beijinhos

Verdinha

Zé do Cão disse...

BOM NATAL QUERIDA AMIGA

Sofá Amarelo disse...

Boas Festas e o maior beijinho do Sofá Amarelo!!!

margusta disse...

Amiga,

Venho desejar-te um FELIZ ANO NOVO!!!

Beijinhos,
Margusta

Graça Pereira disse...

Um feliz ano de 2010, com saúde e muito sucesso.
Um beijo carinhoso
Graça

Maria Emília disse...

Espero que o ano que está a chegar não lhe traga dissabores neste espaço reservado para as trocas de amizade.
Um 2010 cheio de Paz.
Um grande beijinho,
Maria Emília

*Lisa_B* disse...

Querida amiga ,
Agradeço todo o carinho que ofereceste de mão cheia e sem intenções outras a não ser a amizade verdadeira e pura. Assim...também eu aceitei TUDO que de ti recebi por amizade pura sem outros interesses e penso que a amizade quando verdadeira deve ser desta forma e entrega.

Obrigada minha amiga linda e que a tua passagem de Ano seja em beleza junto dos que mais amas e que 2010 te traga tudo aquilo que precisas e desejas.

Os meus outros votos estão no meu blog eheh.
Frliz Ano Novo!!!
Beijinhos de Lisa, Eloísa e Bruno.

marialascas disse...

UM ANO de 2010 pleno de poesia!

carlota disse...

Saudade é dor...

Sinto a falta das tuas palavras...

abraço amigo

BC disse...

Assim se escrevem lindas palavras de amor!!!
Beijo

BC disse...

Assim se escrevem lindas palavras de amor!!!
Beijo

Daniel Hiver disse...

Voltei de novo aqui. Mais uma vez percebi teu poema agora sob um novo enfoque. Cada vez que leio gosto mais.

O Profeta disse...

Chove bem no meio do mar
São de fogo as manhãs na ilha
A seda púrpura é lençol de amantes
Os olhos roubam a virtude à maravilha

Enchi a taça com absinto
Ergui o braço, toquei uma nuvem carmim
Ensaiei um passo de dança 
Senti que os pássaros riam de mim

Senti o resto da geada em descalços pés
Calei minha viola de dois corações
Deixei entrar no peito o tamborilar de perdidas gotas
Senti o sabor sal das minhas emoções


Convido-te a partilhar a outra metade


Mágico beijo

Vieira Calado disse...

Um poema que revela toda a sensibilidade bem feminina da autora.

Está bem cuidado, com sobriedade e elegância.


Beijicas

lili laranjo disse...

Saudades...




AS MÃOS


Vejo...
A minha mão pequena...
Com cinco dedos...
Pequenitos...
Mas muito úteis...
Olho para eles...
Todos diferentes...
Mas tão iguais...
Grandes...
Médios...
E pequenos...
E aqui...
A beleza...
Da vida...
E eu sinto...
Que nesta diferença...
É que está a união...

LILI LARANJO

Paulo Celso disse...

Felicidades sempre e não só neste dia internacional da mulher, mas também por ele.

Maria disse...

Tinha-te perdido há um tempo.
Reencontrar-te hoje foi muito bom... e vou ler-te, agora.

Um abraço (antigo e novo)

Laura disse...

Post novo, feliz, alegre, de recomeço..Beijinho da laura

APO (Bem-Trapilho) disse...

bonitas imagens!
olá e obrigada pela visita e simpáticas palavras. fico feliz que tenha gostado.
bjos, volte sempre!